Veja as avaliações de 11 governos estaduais, segundo pesquisa Ibope

Veja as avaliações de 11 governos estaduais, segundo pesquisa Ibope
Veja as avaliações de 11 governos estaduais, segundo pesquisa Ibope

Ibope ouviu 812 eleitores em SP, RJ e MG e 602 nos demais estados.

Governo melhor avaliado é o de PE (58%); pior é o do RJ (12%).

Do G1, em Brasília

Pesquisa Ibope encomendada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) e divulgada nesta quinta-feira (25) pela entidade avaliou os desempenhos de 11 governos estaduais (Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul e Santa Catarina). O levantamento foi realizado entre 9 e 12 de julho.

É a primeira vez que a CNI encomenda ao Ibope pesquisa de avaliação do desempenho de governos estaduais (as anteriores avaliavam exclusivamente o governo federal). Por isso, não há base de comparação com os índices divulgados nesta quinta.

Nos casos de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, o Ibope ouviu 812 eleitores em cada estado. Nesses casos, a margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos (isso quer dizer que um governo aprovado por 20%, por exemplo, pode ter índice de aprovação entre 17% e 23%).

Nos demais estados, o Ibope ouviu 602 eleitores em cada um, com margem de erro de quatro pontos percentuais.

O governo com melhor avaliação entre os 11 é o de Pernambuco (58% de aprovação e 11% de reprovação). O que tem avaliação mais baixa é o do Rio de Janeiro (12% de aprovação e 50% de reprovação).

Inicialmente, a CNI informou somente os percentuais de "ótimo/bom" e não os de "regular" e de "ruim/péssimo" de cada um dos 11 governos estaduais. De acordo com o gerente-executivo de Pesquisa e Competitividade da CNI, Renato da Fonseca, a opção por informar somente os percentuais de "ótimo/bom" foi motivada pelo excesso de dados da pesquisa. No final da tarde, a entidade divulgou as demais informações.

A mesma pesquisa também fez a avaliação do desempenho do governo da presidente Dilma Rousseff. No total, o Ibope ouviu 7.686 eleitores com mais de 16 anos em 434 municípios.

Veja abaixo a taxa de aprovação em cada um dos 11 estados pesquisados.

Bahia
- Ótimo/bom: 28%. Leia mais
- Regular:37%
- Ruim/péssimo: 31%

Ceará
- Ótimo/bom: 40%. Leia mais
- Regular: 40%
- Ruim/péssimo: 22%

Espírito Santo
- Ótimo/bom: 29%. Leia mais
- Regular: 40%
- Ruim/péssimo: 26%

Goiás
- Ótimo/bom: 21%. Leia mais
- Regular: 38%
- Ruim/péssimo: 38%

Minas Gerais
- Ótimo/bom: 36%. Leia mais
- Regular: 33%
- Ruim/péssimo: 26%

Paraná
- Ótimo/bom: 41%. Leia mais
- Regular: 37%
- Ruim/péssimo: 18%

Pernambuco
- Ótimo/bom: 58%. Leia mais
- Regular: 29%
- Ruim/péssimo: 11%

Rio de Janeiro
- Ótimo/bom: 12%. Leia mais
- Regular: 36%
- Ruim/péssimo: 50%

São Paulo
- Ótimo/bom: 26%. Leia mais
- Regular: 46%
- Ruim/péssimo: 26%

Rio Grande do Sul
- Ótimo/bom: 25%. Leia mais
- Regular: 53%
- Ruim/péssimo: 20%

Santa Catarina
- Ótimo/bom: 30%. Leia mais
- Regular: 43%
- Ruim/péssimo: 22%

O Ibope também perguntou aos eleitores se aprovam a maneira de governar do governador. Os resultados foram os seguintes:
- Rio de Janeiro: 29%
- Goiás: 34%
-  São Paulo: 40%
-  Bahia: 45%
-  Rio Grande do Sul: 46%
-  Espírito Santo: 47%
 - Santa Catarina: 49%
-  Minas Gerais: 50%
-  Paraná: 52%
 - Ceará: 54%
-  Pernambuco: 76%

O percentual de eleitores que manifestaram ao Ibope confiança no governador é o seguinte:
- Rio de Janeiro: 25%
- Goiás: 29%
- São Paulo: 34%
- Bahia: 41%
- Paraná: 44%
- Santa Catarina: 45%
- Espírito Santo: 46%
- Rio Grande do Sul: 46%
- Minas Gerais: 49%
- Ceará: 53%
- Pernambuco: 68%

Nos 11 estados nos quais o Ibope avaliou a aprovação dos governadores, a maioria dos eleitores acredita que governador e secretários utilizam "mal ou muito mal" os recursos públicos (veja abaixo):
- Pernambuco: 57%
- Ceará: 58%
- Bahia: 66%
- Santa Catarina: 70%
- Minas Gerais: 71%
- Paraná: 73%
- Espírito Santo: 76%
- Rio Grande do Sul: 78%
- Goiás: 79%
- São Paulo: 81%
- Rio de Janeiro: 87%

Compartilhe esta postagem:

Publicidade