ROBINSON VAI COBRAR A FATURA

ROBINSON VAI COBRAR A FATURA
ROBINSON VAI COBRAR A FATURA

César Santos

A fala do ministro das Comunicações, Fábio Faria (PSD), sobre as eleições 2022 no Rio Grande do Norte tem repercussão em Mossoró, segundo maior colégio eleitoral do estado. Em entrevista ao jornal Tribuna do Norte, de Natal, disse que o pai, ex-governador Robinson Faria, presidente estadual do PSD, será candidato a deputado federal e ele, Fábio, se for “a vontade do povo e do presidente Jair Bolsonaro”, disputará o Senado da República.
E onde Mossoró entra na engenhoca político-eleitoral de pai e filho?

Vamos lá: Robinson candidato cobrará o apoio do prefeito Allyson Bezerra (Solidariedade), em retribuição ao apoio e a estrutura do PSD para se eleger em 2020. Robinson não veio a Mossoró porque a sua imagem era, e ainda é, muito desgastada, mas deu o suporte político e de bastidores que Allyson precisava. Inclusive, Robinson emplacou o vice de Allyson, o Fernandinho das Padarias, filiado ao PSD.

A parceria política ganhou força depois das eleições, quando Allyson foi levado aos ministérios em Brasília pelo ministro Fábio, acompanhado de Robinson. Portanto, há compromisso político e moral.

Os Faria esperam que Allyson repita em 2022 o que o ex-prefeito Silveira Júnior fez por eles em 2014. Naquelas eleições, Silveira deu quase 13% dos votos de Mossoró para o deputado federal Fábio e ajudou a boa votação do governador eleito Robinson.

Se não houver quebra de compromisso, Allyson tem a sua chapa pronta para Câmara dos Deputados e Assembleia Legislativa: Robinson e a primeira-dama Cinthia Pinheiro, respectivamente. O assunto, porém, é evitado pelo prefeito, uma vez que dentro de sua base política outros nomes pretendem ser candidatos e esperam o seu apoio.

É o caso do presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Lawrence Amorim (Solidariedade). Ele será candidato a deputado estadual ou federal. Lawrence é parceiro político de primeira hora do prefeito Allyson. Espera reciprocidade.

Outro que cobrará o compromisso do prefeito é Brenno Queiroga (Solidariedade), ex-prefeito de Olho d’Água do Borges, ex-candidato a governador, ex-candidato a vice-prefeito de Natal e atual secretário de Infraestrutura de Mossoró. Queiroga deseja se eleger deputado estadual. Ele tem andado nos bairros, mantendo o contato direto com as pessoas, com postura de pré-candidato.

Allyson Bezerra sabe que não será fácil conduzir o processo. Vai ter que fazer escolhas difíceis. A menos traumática seria adiar uma candidatura da esposa Cinthia, mas, ele não se mostra disposto a abrir mão de ampliar os cargos eletivos no seu núcleo familiar. Porém, no momento da decisão o prefeito vai ter que observar com pragmatismo, para evitar prejuízos ao seu projeto político maior que é se estabelecer como uma liderança política estadual.

O fato é que 2021 está andando a passos largos e daqui a pouco o ano eleitoral bate à porta, exigindo tomada de decisão. Enquanto isso não acontece, Allyson vai tocando o remo no seu mar azul.

Compartilhe esta postagem:

Publicidade