Larissa Rosado fala do Agosto Lilás e do fim da censura no Brasil

Larissa Rosado fala do Agosto Lilás e do fim da censura no Brasil
Larissa Rosado fala do Agosto Lilás e do fim da censura no Brasil

Adotando como uma das bandeiras de luta da sua vida pública, a vereadora Larissa Rosado (PSDB) mais uma vez levantou sua voz no combate aos que insistem na violência contra a mulher. A vereadora aproveitou o retorno das sessões ordinárias da Câmara Municipal de Mossoró para lembrar do Agosto Lilás, mais uma ferramenta de combate a esse crime inaceitável que persiste na sociedade brasileira. No mesmo pronunciamento, durante o pequeno expediente da terça-feira, 03, a vereadora abordou o tema relacionado ao fim da censura no Brasil.

Começando sua fala abordando a campanha denominada Agosto Lilás, a vereadora disse que é importante o reforço no combate à violência psicológica, física e moral que tem como vítima a mulher. “Situação que deve ser combatida a partir das nossas casas na orientação dos nossos filhos mostrando a eles que mulher não merece ser agredida, mulher não é objeto e que merece respeito”, destacou Larissa. A vereadora reforçou que a mulher tem direito, como todos os cidadãos livres, de ir em qualquer lugar para trabalhar ou em momentos de lazer.

Com o período de pandemia, informa Larissa, aumentou a violência contra a mulher dentro de sua própria residência. Situação potencializada pelo uso de álcool. De acordo com os números que registram essa situação, 60% dos feminicídios acontecem em suas residências. Também no período da pandemia aumentou o número de mulheres desempregadas, se tornando assim mais dependentes dos seus companheiros. A vereadora concluiu o tema cobrando que o legislativo e o Estado brasileiro possam criar instrumentos mais rígidos para penalizar aqueles que cometem esse tipo de crime. O Whatsapp da patrulha Maria da Penha é o 9.8631-7000 existindo também a opção do Disk 180. Qualquer mulher vítima de violência pode recorrer a essa assistência. No dia 07 de agosto vai acontecer o Levante Feminista contra o feminicídio.

Censura

No segundo ponto do seu pronunciamento, a vereadora Larissa Rosado lembrou do momento histórico vivido no dia 03 de agosto de 1988. “Nesta data foi votado o texto constitucional aprovando os artigos que colocavam fim ao período de censura vivido no Brasil durante o controle do regime militar”, informou. Larissa destacou a lembrança de um período triste na vida dos brasileiros que hoje, felizmente, vivem uma democracia com liberdade de expressão e manifestação.

Porém, o período do controle militar traz lembranças e registros tristes para a cidade de Mossoró. “A memória triste da ditadura para a cidade de Mossoró é o desaparecimento político de Anatália de Melo Alves, que era casada com o preso político sobrevivente, Luiz Alves”, registrou. Pelas informações, citou Larissa, sabemos que Anatália de Melo Alves era uma mulher solidária e estudiosa e, em 2013, a Comissão da Memória em Pernambuco, afirmou que ela foi violentada e assassinada. “Enfim, viva a liberdade de imprensa e o direito de falar que vivemos hoje”, concluiu Larissa reforçando sua defesa em favor da liberdade e da democracia. 

Compartilhe esta postagem:

Publicidade