Larissa Rosado destaca a religiosidade e o aspecto turístico da festa de Santa Luzia

Larissa Rosado destaca a religiosidade e o aspecto turístico da festa de Santa Luzia
Larissa Rosado destaca a religiosidade e o aspecto turístico da festa de Santa Luzia

Utilizando o espaço no grande expediente da sessão ordinária da terça-feira, 14, a vereadora Larissa Rosado (PSDB) abordou diferentes temas. Ela tratou de assuntos ligados a religiosidade do povo mossoroense, como também chamou a atenção dos seus pares para projetos importantes em tramitação na casa legislativa que trata da inclusão de pessoas deficientes. Ao mesmo tempo fez questão de reconhecer algumas medidas adotadas no Estado e cobrou mais atenção na liberação de recursos para o setor de saúde no município de Mossoró.

A vereadora começou parabenizando a paróquia de Santa Luzia, ao bispo Dom Mariano Manzana e ao Padre Flávio pelo lançamento da festa de Santa Luzia que aconteceu na segunda-feira. Ela destacou o retorno da festa e registrou o reconhecimento as pessoas da própria Câmara Municipal que trabalham na comissão de organização por entender a importância da evangelização além do fato da festa de Santa Luzia também atrair muitos turistas para a cidade de Mossoró. “Esse ano, além da imagem de Santa Luzia que irá fazer a sua peregrinação, nós teremos outras duas réplicas que também estarão peregrinando pela cidade. Nós teremos 30 equipes trabalhando na festa responsáveis pelo planejamento das novenas, das pedaladas, a revoada, cavalgada, o leilão, a Copa de Santa Luzi e a corrida”, explicou Larissa. De acordo com o anúncio feito durante a solenidade de lançamento, o tema de 2021 será: Igreja - comunidade, casa da palavra e da missão. Para esse ano também acontecerá o lançamento da Bíblia Pastoral. Na capa e no verso terá uma imagem de Santa Luzia e dentro desta bíblia um pouco da história da santa padroeira em Mossoró. Enfim, a história de fé do povo desta cidade.

Aproveitando o tema levantado pelo vereador Cabo Tony, a parlamentar também falou sobre a questão dos deficientes, citando o mês do Setembro Verde que trata das questões da inclusão. “Eu tenho um projeto aqui na Câmara Municipal, com um programa educacional que trata da prática de educação física adaptada a estudantes com deficiência. Aproveito para sugerir aos vereadores para aproveitar setembro e darmos uma olhada na pauta que nós temos sobre inclusões”, alertou Larissa para lembrar em seguida que a casa tem um projeto do vereador Cabo Tony que fala da questão dos fogos de artifícios, além do seu próprio projeto que fala da educação física adaptada para deficiente que vai cuidar desde as questões dos espaços físicos nas escolas até a qualificação dos professores para atender a esse público. Defende a vereadora que é interessante que seja dada celeridade a esses projetos que tratam de inclusão e estão em tramitação no legislativo mossoroense.

Registro

Larissa aproveitou para fazer um registro, no sentido de reconhecer as ações das pessoas, principalmente quando se trata de uma autoridade pública. Lembrou do período quando era deputada estadual e colocou um projeto na Assembleia Legislativa, para tratar da redução da jornada de trabalho para pais e mães de autistas que fossem servidores públicos e comprovassem a necessidade de acompanhá-lo. “E agora nós vimos a governadora do estado, Fátima Bezerra, tornando lei essa questão” disse.

A vereadora registrou também o recebimento de um vídeo, assim como outros vereadores, da criança chorando por ter hipersensibilidade auditiva na ocasião dos fogos de artifícios que foram usados ali nas proximidades do estádio Nogueirão. Ela lembrou que essa realmente é uma situação que todos precisam refletir e buscar em quais ações os vereadores poderão trabalhar para transformar essa realidade em benefício da sociedade mossoroense, principalmente das pessoas com deficiência.

Por fim, ela disse que também queria fazer o registro a respeito da variante Delta na cidade de Mossoró. “Nós vimos que o Instituto de Medicina Tropical da UFRN, fez uma análise em oito casos suspeitos e quatro foram confirmados para positivos aqui na cidade de Mossoró. Por isso insistimos na necessidade da prefeitura de Mossoró acelerar ou intensificar a ação de busca ativa das pessoas que por ventura tenham tomado a primeira dose da vacina e não tenham tomado a segunda”, comentou Larissa acreditando que a Prefeitura de Mossoró pode fazer isso, como já foi dito, através dos seus servidores e parcerias com associações de bairros e a mídia.

Combate ao câncer

Antes da sessão da terça-feira, 14, a vereadora Larissa Rosado conversou com pessoas da Liga Mossoroense de Combate ao Câncer. Ela disse que a conversa foi para procurar entender como anda o acordo celebrado entre governo, prefeitura, Liga, Apamim e Hospital Wilson Rosado. Na segunda-feira aconteceu uma reunião entre os seus representantes para chegarem a um acordo. Na sequência desse encontro, narrou a vereadora, o governo do Estado deu uma nota dizendo que os procedimentos de rádio e de quimioterapia estão em dia e o que faltaria ser pago é a questão do Plus. Mas, somente a Liga, fala de uma dívida de cerca de R$ 27 milhões. “Eu tinha visto uma dívida de R$ 15 milhões, não sei se quando falou 27 esse diretor da Liga incluiu todos os valores”, comentou. Independente do real valor, avalia a vereadora, o que realmente interessa, é que seja feito um acordo urgente. A liga parou o trabalho porque ela não teve condição de continuar. A manutenção é dispendiosa, e o pagamento se faz urgente.  

Compartilhe esta postagem:

Publicidade