A equipe da Vigilância em Saúde continua o trabalho de orientação sobre os cuidados com relação ao Covid-19

A equipe da Vigilância em Saúde continua o trabalho de orientação sobre os cuidados com relação ao Covid-19
A equipe da Vigilância em Saúde continua o trabalho de orientação sobre os cuidados com relação ao Covid-19
A equipe da Vigilância em Saúde continua o trabalho de orientação sobre os cuidados com relação ao Covid-19
A equipe da Vigilância em Saúde continua o trabalho de orientação sobre os cuidados com relação ao Covid-19
A equipe da Vigilância em Saúde continua o trabalho de orientação sobre os cuidados com relação ao Covid-19

As equipes da Vigilância em Saúde e Vigilância Epidemiológica do município estiveram na manhã deste sábado, 28, na Central de Abastecimento (COBAL), com um trabalho de fiscalização que visa garantir cumprimento das orientações do Decreto municipal 5631, de contenção e prevenção do coronavírus.

No local durante este período só podem funcionar os boxes que trabalham com alimentação e apenas como forma de entrega do alimento, sem mesas e cadeiras, para evitar aglomerações. “Estamos passando nos outros boxes para explicar que infelizmente durante esse período eles não podem funcionar. Com relação aos restaurantes podem funcionar, mas sem mesas e cadeiras, evitando aglomerações”, explicou Paula Escóssia, coordenadora da Vigilância Sanitária.

Matheus Fernando, comerciante da Cobal, destacou como positiva a ação. “A Prefeitura está certa em fazer isso. Acho que já deveria ter vindo antes, porque as pessoas não estão respeitando. Algumas pessoas estão com medo, algumas de máscaras, todo mundo com seu álcool em gel, mas ainda está havendo aglomeração”, disse.

Adriano Gledson, coordenador geral das Endemias, explicou que a ação está sendo executada com o apoio da população. “As pessoas aplaudem e agradecem pelas orientações. Aqui na Cobal, exemplo, não estamos aqui para fechar nenhum estabelecimento, nem proibir ninguém de trabalhar. Estamos aqui para orientar a população sobre o perigo que representa essa pandemia. Pedir a todos que tomem as devidas medidas de precaução, como fornecer o alimento apenas como sistema de entrega, sem mesas e cadeiras para que evite as aglomerações”, afirmou.

As ações de fiscalização devem continuar nos próximos dias, para garantir que o funcionamento dos estabelecimentos obedeça os critérios sanitários e a distância mínima entre as pessoas.

Compartilhe esta postagem:

Publicidade